sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

A receita do Ferraz.

Curva Um, Interlagos. 

Hoje mostro um pedaço da preparação do Divisão 3 de meu amigo Ferraz.
 "Pessoal,vái mais uma dica para vcs a respeito de acerto de suspensão....todo o carro para ficar bom de chão, temos que fazer com que a carroceria não role de mais em cima do chassi, quanto mais ele torcer, mais ele rola e joga o carro pra fora da curva, então tem que endurecer baixar e fazer com que a suspensão tenha menos curso....a turma costuma colocar catraca na frente do fusca e baixa de mais a ponto dos braços oxilantes não trabalharem quando o carro tem que mergulhar, mas quando ele torce, a suspensão de dentro da curva abre de mais e a de fora não mergulha......em interlagos bem lá no meu começo da DV3, eu uzava a suspensão com catraca desse jeito, apanhava e não conseguia fazer a curva um de pé em baixo, porquê? porque não tinha mais curso na suspensão dianteira, então o carro saia de frente e obrigava agente tirar o pé.Então foi feito manguinha para rebaixar o carro e uzava suspensão toda original na frente, a trazeira nos DV3 agente levantava todo o conjunto (motor e cambio) para poder tirar a cambagem que ficava absurda.Eu em particular tinha vários suportes com alturas diferentes para regular a cambagem, na chuva levantava no sêco baixava, resultado era só enfiar o pé do jeito que vinha, e entrar na curva um.....o Duran pilotou o meu carro nas MIl  Milhas de 1983,  ele pode comentar o que fazia o meu carro de curva e o que era bom de chão. Fica aqui mais uma dica, e o cachê podem mandar para o Rui....hahahah...abs.José Ferraz. 

O cambio mais alto.
Curva do Laranja, Interlagos.
Amadeu Rodrigues, Luiz Eduardo Duran, Orlando Belmonte Jr e José Ferraz, curva do Laranja, Interlagos.



    

2 comentários: